Textos
Transtorno de Pânico

        No transtorno de pânico, além dos ataques de pânico do tipo inesperado descritos anteriormente (no texto sobre Pânico) serem frequentes, existe uma apreensão ou preocupação persistente acerca dos ataques de pânico ou sobre suas consequências, e/ou uma mudança desadaptativa significativa no comportamento relacionada aos ataques (p.ex., comportamentos para evitar ter ataques de pânico, como evitar exercícios físicos ou situações desconhecidas).

        Os sintomas descritos são tão reais e fortes para a pessoa, que ela acredita que de fato pode estar correndo o risco de morrer sem conseguir ajuda.

 

  Essa preocupação e/ou mudança desadapitativa no comportamento é prejudicial em todos os aspectos da vida da pessoa , e através das técnicas utilizadas em psicoterapia, a pessoa aprende a lidar com os sintomas de forma mais saudável.

 

      Em alguns casos apesar das evidências de bons resultados apenas com a terapia cognitivo-comportamental, além da psicoterapia, é importante o tratamento farmacológico (que deve ser realizado por um médico psiquiatra) principalmente no início do tratamento para reduzir a ansiedade antecipatória e a hipervigilância em relação aos sintomas corporais de ansiedade.

 

 

Fabiana Hatada Iguchi

Psicóloga Cognitivo-Comportamental

E-mail: figuchi@hotmail.com

 

 

Fonte: DSM-5.

@iguchipsicologia

® Fabiana H. Iguchi

R. Itapeva,518 Bela Vista São Paulo - SP.

Iguchi Psicologia